• Quem inventou a Gravata?

    Date: 2010.09.03 | Category: Curiosidades | Tags: ,,,,,,,,

    Compartilhe

    Uns 600 milhões de homens em todo o mundo a usam. Na Alemanha, cada homem tem umas 20 gravatas. Muitos já se perguntaram com certa irritação, ao colocá-la: Quem foi que inventou isso? Onde ela se originou?

    Steenkerke, uma cidade na Bélgica, reivindica a honra de ter “inventado” a gravata. Em 1692, forças inglesas fizeram um ataque-surpresa contra as tropas francesas aquarteladas ali. De acordo com o jornal alemão Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung, “os oficiais (franceses) não tiveram tempo de se vestir adequadamente. Mas, num piscar de olhos, eles ataram os lenços do uniforme ao redor do pescoço num nó solto e enfiaram as pontas nas casas dos botões da jaqueta. Voilà, nasceu a gravata!” No entanto, a novidade da moda lançada pelos soldados não era exatamente nova. Os peritos na história das gravatas explicam que, séculos antes disso, os guerreiros do imperador chinês Cheng (Shih Huang Ti) usavam um tipo de lenço dobrado ao redor do pescoço, para indicar a sua posição.

    Talvez os mais famosos, no entanto, fossem os lenços usados pelos croatas que lutavam pelo Rei Luís XIV, da França. Durante um desfile de vitória em Paris, os franceses ficaram tão encantados com os lenços usados pelos croatas que os chamaram de cravates, alusão a Cravate, que significa croata, e também passaram a usá-lo. “Dali em diante”, escreve o jornal, “não havia como parar a moda das gravatas, embora os soldados em Steenkerke tenham sido os primeiros a atar o lenço com um nó”.

    Durante a Revoluçâo Francesa (1789-99), o homem indicava a sua inclinaçâo politica pela cor de seu “croata”, ou lenço, em torno do pescoço. No século 19, a elegante sociedade européia “descobriu” esta peça do vestuário. Foi então que a cravat foi elevada do cenário militar e político, passando a fazer parte do guarda-roupa masculino. Hoje, a gravata não só é aceita no mundo todo; em certos ambientes e eventos, é obrigatória.