fev 17
Compartilhe
FacebookTwitterGoogle PlusLinkedinPrintEmail

As minhocas  possuem um complexo sistema circulatório e podem ter de dois a 15 pares de corações. A pergunta é: para que tantos corações?

É que elas precisam distribuir o sangue por todo o corpo e algumas espécies podem chegar a 3 metros de comprimento, como a gigante Megascolides australis, encontrada na Austrália.

O sistema circulatório das minhocas tem dois vasos sanguíneos principais que percorrem o corpo do animal no sentido do comprimento. Um desses vasos é a artéria ventral, por onde passa o sangue levando oxigênio aos órgãos. O outro é o vaso dorsal, que traz o sangue de volta. Ambos estão ligados a todos os pares de corações, que têm o formato de um arco. “São bolsas dilatadas e contráteis, que impulsionam a corrente sanguínea pelo corpo”, afirma o zootecnista Afrânio Augusto Guimarães, dono de uma empresa especializada na criação de minhocas.

Mas se, por um lado, elas têm um monte de corações, por outro, não possuem pulmão. O órgão não faz falta, pois a respiração das minhocas é feita através da pele. Outra curiosidade anatômica – essa mais conhecida – é o fato de elas serem hermafroditas, ou seja, têm órgãos reprodutores dos dois sexos. Entretanto, a minhoca sozinha não se autofecunda e precisa de um parceiro para reproduzir.



Leave a Reply

preload preload preload